9 de jun de 2008

Continuo

Continuo no mesmo bairro, continuo não tomando café da manhã e continuo gostando de pão com nutella.
Continuo com frio nos pés e não aguentando calor demais. Continuo cínica. Continuo amando meus cabelos e odiando meu umbigo. Continuo não gostando de cerveja e fumando mais que eu deveria. Continuo acordando de bom humor e continuo dormindo com cobertor demais. Continuo falando alto. Continuo maníaca por carinhos nas costas e por massagem na nuca. Continuo falando rápido, continuo errando acentos e continuo falando mais eu te amos que eu realmente deveria. Continuo sempre com uma música na cabeça. continuo a rir como uma criança de seis anos. continuo louca por Chico buarque e Continuo a achar que as músicas dele foram escritas pra mim. continuo tomando banhos demorados. Continuo me arrepiando quando bebo tequila, continuo me arrpeiando por muitas coisas. Continuo rindo quando devo chorar e chorar quando devo rir. No mais, continuo igual pra você continuar me encontrando.

3 comentários:

Carol disse...

Não, Alice, o Chico escreve pra mim... lamento!

Betânia Dutra disse...

adorei!
continue assim alice amada ;*

Shê disse...

bah, eu ia fazer a minha versão do "Continuo", mas ia ficar muuito parecido com a tua, droga. husahua
beijoo