26 de fev de 2009

Sobre os confetes do fim do carnaval

Mexo e remexo em plavras procurando a deixa certa. Queria explicar, declamar, divagar.
Mas falar de amor é mais fácil. Vivemos e desvivemos todos os dias. Todos os amores. Dificil mesmo é falar de abraço sincero. De boa companhia. De boa risada. Complicado é encontrar alguém que o destino destine. Que seja tão real e surpreendente que pareça mentira, piada de criança.
Sob uma chuva de confetes tive a certeza que aquela amizade era pra sempre.
E mesmo que nossos sonhos matrimoniais não se realizem e que hoje viver nesse mundo tão ao contrário nos confunda a cabeça, sei que sairemos sempre vivas.
Brindando as coisas coloridas da vida.
Da quinta feira de carnaval fica o confete rosa preso no meu ombro.
Fica também a vontade de girtar pro mundo:
Eu encontrei dentro desse labirinto alucinante mais uma das minhas.

“May God bless and keep you always,
May your wishes all come true,
May you always do for others
And let others do for you.
May you build a ladder to the stars
And climb on every rung,
May you stay forever young,
Forever young, forever young,
May you stay forever young.”

4 comentários:

Rody Cáceres disse...

òtimo texto...que bom que encontrastes algúem interessante no carnaval...te aconselho a gritar para o mundo tudo o que desejas...quanto mais pessoas ouvirem tuas opniões, maiores as chances de encontrares pessoas parecidas contigo...mesmo que não sias do labirinro ao menos não estarás sozinha...adorei a passagem " E MESMO QUE NOSSOS SONHOS MATRIMONIAIS..." sobre minhas postagens, não tenho muito tempo para postar mas tenho escrito muito...assim que eu tiver um tempo com certeza colocarei algo novo no blog...bjs..meu e-mail...digo.loco@ig.com.br

Carol. SM. disse...

linda linda linda
alice!


que chuva de confetes boa!
que companhia!
que pra sempre cheio de certeza de final feliz esse!

bonita, tu É muito afude. Não adianta...
heheh

lari disse...

AAAAH EU TAMBÉM QUERIA ESTAR LÁ!

Leandro Borges disse...

¬¬