20 de jun de 2009

Asmática

Olha pra mim.
Olha.
Vê como eu me seguro.
Como eu caminho no meio fio sem perder o equilibrio.
Teus sentimentos levianos não me apavoram.
Mais.
Agora.
O que me assusta é essa pontada no pulmão.
Algo me diz que devo jogar os cigarros no lixo.
Talvez possa esperar mais uns dois dias.
Ou uma semana.
Possa?
Quem?
Eu.
Ou os cigarros?
O pulmão.
Meu coração.
Não.
Ele não pode.
Esperar?
Respirar.
Ah, Oxigenio?
Preciso de ar.
Tu tem?
Divide comigo?
O que?
O pulmão?
Não.
O coração
.

4 comentários:

Mr. Rickes disse...

Nossos "eu's" em conflito, produzem obras geniais.

Como eu disse antes:
"Adoro a Mafalda!"
Um ótimo Domingo

Betânia Dutra disse...

lindo isso :)
respira, te impresto meu pulmão se tu quiser, o coração também, mas ele tu já sabe como é.
te amo! beijo

cles disse...

Meu velho pulmãozinho também não está dos melhores....

=]

Paula M. disse...

alice sem vergonha