1 de dez de 2009

Leminski`s do dia. Ou da noite.

a noite - enorme
tudo dorme
menos teu nome.





Apagar-me
diluir-me
desmanchar-me
até que depois
de mim
de nós
de tudo
não reste mais
que o charme.

Um comentário:

brunobandido disse...

Leminski é do caralho né. Gosto muito do primeiro, mas do segundo também.
Carol me entregou os dois livros. Gracias. Beijo.