17 de set de 2009

Cansei de querer te transformar em poesia parnasiana.

Te busco pela irregularidade.

Escrita livre. Performática. Assimétrica.

Tua vida desproporcional que parece me engulir.

Ainda é só o rascunho,

não

?

...

3 comentários:

Delírios Cotidianos disse...

Devaneio ótimo, música maravilhosa.Acompanha tudo isso meia garrafa de vinho e duas ou três idéias na cabeça.


Como é bom escrever...

cles disse...

sim

brunobandido disse...

po, curto pra caralho essa música. foi bom escutar ela, valeu. é uma daquelas músicas que eu curto pra caralho mas ficam meio esquecidas e eu curto ainda mais quando lembro delas.gracias